1.8.08

Sonho?

[...]

Foi quando ele num grito áspero e num salto agressivo destruiu todo o castelo amaldiçoado que ela com tanto esforço e carinho construiu.

Viver em um desses foi a sua escolha, se é confortável pra você, por que para mim não seria também? Perguntou ela furiosa e sem intenção de viver daquela maneira.

Ele que tanto fala não soube responder.

[...]

Ela agora só precisa dele dizendo que havia desistido e que ela não entende a sua própria vida.

E é quando por amor ela prefere se calar.

Um comentário:

Camila Gambetta disse...

Às vezes por amor a gente acaba se calando no momento em que mais se deve dizer algo.