11.3.09

Se eu lavo "s'eu" cozinho

No cume daquela serra,
eu plantei uma roseira.
O mato no cume cresce,
a rosa no cume cheira.

Na hora do entardecer,
tudo no cume aparece.
Vagalumes no cume brilham,
cobra no cume aparece.

Quando cai a chuva fina,
salpicos no cume caem.
Lagartos no cume entram,
abelhas no cume saem.

Mas depois qua a chuva cessa,
no cume volta a alegria.
Voltando a brilhar depressa,
o sol que no cume ardia.

5 comentários:

A.M.C. disse...

Nossa, tanto de no cume é esse
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

www.tutoart.net

றสяส disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkk
adoeriii pakas..*--*
rachei de rir.



tiver um tempinho ^^
www.alohamara00.blogspot.com/

Camila Gambetta disse...

Esse é o tipo de 'cultura' q geralmnte eu escuto na minha casa...iuhaiuahaih

De vez em qndo cultura inútil é mto bom pra rir...kkk

Beijos

magopatologico disse...

juízo no cume, hein XD

kkkkkkkkkkkkkkk

Bjus

Rossetti disse...

Isso é Falcão!

uhauhauhauhauhauha